Aos Poetas - Meus amigos e Amigas


poemamulher
Folha Literária foi criada para postagens de poemas, crônicas, poesias , textos, crônicas e outros ensaios literários, de autoria de Poetas Amigos(as) e presentes de Amigos amantes de Poesias, que me enviam por email, cujos textos tenham me emocionado, e aqui ficarão arquivados.Aqui também , farei postagens de alguns de meus escritos, inspirações de momentos vividos.
Elza Moreira

FOLHA LITERÁRIA

Baile da Vida -Elza Moreira



BAILE DA VIDA
Elza Moreira

Fui andando por aí
Por caminhos sem fim
À procura não sei de quê
Sem saber aonde ir.
Percorrendo essa jornada
Fui depressa, fui correndo
Sem ao menos perceber
Que ao meu redor existia
Tantas belezas e encantos
E em cada canto
Que percorria
E não conseguia ver.
E no meio dessa estrada
Encontrei você...

Nesse baile da vida
Com encantos e desencantos
Muito se pode ver
Vi gente contente
Vi gente morrer
Vi gente em prantos
Vi gente sorrir
Vi gente sofrer
Vi gente fazendo o bem
Que pensei não existir
Vi muita gente feliz.
Mas injustiça vi também
Vi muita ingratidão
Vi até gente beber
E dormir pelo chão..

Vi gente fazer loucuras
E vi loucuras em muita gente
De tanto ver loucuras
Acabei louca por você

Nessa jornada longa
Vi vitrola tocando
Tango, vals e milonga,
E gente correndo sem ver:
A emoção de alguem dançando,
Crianças brincando,
E gatinhos a correr.
De tanto ver gente correndo,
Agora corro pra te ver.


É gente se apaixonando
É gente fazendo amor
É gente se separando
É gente se odiando
É gente sentindo dor
E muitos brigando,
Também pude ver.
Vi amigos partindo
E outros chegando.

De tanto ver muita gente
Correndo sem se ver
E fugindo do Amor...
Acabei me apaixonando
Por você...
Elza Moreira

Eu vim de longe...





Eu vim de longe...
Carlos Morandi

Eu vim de longe, de tão longe, que somente o teu coração pode alcançar essa distância e este sorriso que o amanhã me pediu para te dar.
Compreendo a tua surpresa diante do que eu te digo. Porém, qual surpresa poderá ser melhor do que o vale encantado que eu trouxe para ti?
Sim, bem sei que a tuas saudades são maiores do que o encontro de todas as tuas melhores circunstâncias. Mas a saudade tem isso de sempre ser maior do que temos no presente. Porque toda saudade é incompleta por si mesma.
Porém... Do que te vale mais recordar do que viver? Mais desejar completar a tua saudade do que preencher os teus dias com novas oportunidades?
Tu me dizes que não as têm? Abraço-te com meu carinho e solidarizo-me contigo. Mas não posso concordar com que não tenhas oportunidades, uma vez que elas estão bem à tua frente, aguardando-te.
Permita-me que eu te diga: muitas vezes deixamos de perceber uma nova oportunidade porque estamos lamentando sua ausência. E esse lamento é como uma pesada cortina que se fecha diante dos nossos olhos.
E, em outras ocasiões, não colhemos as novas oportunidades porque as estamos procurando lá longe, após o horizonte, quando deveríamos procurá-las dentro de nossos corações.
Enquanto isso, nós ficamos ou parados ou caminhando em círculos. E para tornarmos a nossa situação mais difícil ainda, nós lamentamos; como quem não tem um planeta inteiro para viver e evoluir.
Sim, evoluir... Pois, o que são as oportunidades senão novas chances de evoluirmos? Tu podes até me dizer, de imediato, que elas nos servem para que mudemos o rumo dos nossos passos, para percorrermos novos e melhores caminhos.
Bom, nesse caso, tu estás confirmando o que eu te disse. Justamente isto: as oportunidades nos servem como instrumento para transformarmos um ou mais pontos de nossas vidas, bem como para darmos início a novos processos que deverão nos trazer progressos.
Ora, tais progressos podem ser classificados em duas “direções”: o progresso material, do que precisamos e almejamos para nossas vidas aqui como seres humanos, e o progresso espiritual, que é tudo aquilo que se refere à nossa evolução como almas em aprendizado.
Sim, nossa alma é perfeita, nos ensinaram. Contudo, ela está aqui para evoluir, diz-nos a verdade milenar. Pois, não fôra isso e não haveria razão para que nossa alma “descesse” a esses planos densos e cumprisse sua jornada sempre difícil.
E há outro fato: a “descida” das almas aos planos densos purifica a matéria, de acordo com os desígnios do Alto. Assim, nós que somos, na verdade, Essência Divina, estamos cumprindo mais coisas do que podemos supor com a nossa personalidade meramente humana.
Eu vim de longe para te dizer isso. E por isso mesmo vou repetir, com a tua permissão: tu estás aqui, como alma, não só para aproveitar as novas oportunidades na vida mas, principalmente, para criá-las.
Ao mesmo tempo que, cumprindo essa jornada, tu estarás colaborando na purificação da matéria, como alma, quando te desapegares das coisas simplesmente humanas.
Viste agora a tua importância diante da vida e diante do Todo? Não, não estou subestimando a tua capacidade de observação e de conscientização. Porém, em muitas ocasiões precisamos que alguém venha de longe para nos alertar sobre isso.
A vida neste agora se tornou um redemoinho alucinante sobre o qual se viaja com rumo incerto e, portanto, nada proveitoso. Sim, claro, há uma considerável quantidade de seres humanos que já perceberam isso e que saltaram desse “veículo” insano.
E eu espero que tu também faças o mesmo. Salte dessa “carruagem” e contemple os horizontes do teu íntimo. Nele tu encontrarás todas as oportunidades que necessitas nessa etapa de tua vida.
Sim, não penses que tu poderás vislumbrar todas as oportunidades que gostarias de divisar. A Sabedoria Divina, alojada em teu Íntimo Sagrado, sabe melhor do que a tua personalidade sobre os aprendizados que te convém.
Desse modo, entrega-te ao teu Íntimo, à tua Parte Sagrada, na tua procura por novas oportunidades, em vez de procurá-las em horizontes distantes – aqueles horizontes que estão desenhados em sonhos pueris ou nos ditames nada sábios da matéria.
E quando te encontrares diante da tua nova realidade eu estarei ali, junto com ela. Para te receber com a certeza de que não falhaste naquilo que depende de mim e naquilo que depende de ti. O que, na realidade, significa a mesma coisa. Sim, a mesma coisa!
Continua, pois, a pensar e colocar em prática o resultado do nosso encontro. E tu verás, por minha palavra, tuas estradas terrenas se tornarem mais proveitosas, e teus caminhos espirituais mais iluminados.
E eu vim de longe para te dizer isso. De onde eu vim? Eu vim do teu futuro. Não, eu não sou o teu amanhã. Eu Sou a voz do teu futuro – no eterno presente do Infinito...
© Copyright 2011 – Carlos Morandi – Fundação Biblioteca Nacional

http://carlosmorandi.blogspot.com/

Nenhum comentário:


Clik no player e desliga a música


El Choclo - Tango
Agora são Horas e Minutos - 'O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.' Martin Luther King


Elza Moreira

ELZA RIO IMÓVEIS


Photobucket